quarta-feira, 6 de novembro de 2013

DIY: Customizando o moletom!

Booom dia, criaturas!

Não sei ai, onde você está, mas por aqui tá um tempinho tão ótimo, tão fresco e 'tão não-vou-levantar-da-cama-jamais' que dá vontade de parar a vida pra sempre! Sabe beirando a perfeição? Ah, se não fossem os 243872163 status facebookeanos de 'um dia frio, um bom lugar pra ler um livro'....
É, mas creio que não importa, porque hoje a gente vai ignorar a falta de criatividade alheia e aflorar a nossa! Siim, bora aproveitar o tempo semi frio pra desenterrar do armário aquele moletom que você nunca usou! Sabe aquele, liso e sem graça? Pois bem, pega lá ele porque hoje é dia de tomar vergonha na cara fazer com que ele fique usável!

Você vai precisar de:

  • Um moletom (ou blusa, ou o que você quiser), de preferência liso
  • Fita crepe/ papel contact
  • Tinta de tecido
  • Uma esponja
  • Um prato/paleta/pedaço de qualquer coisa (pra colocar a tinta)
  • Tesoura
  • Régua (eventualmente)
  • Jornal
Opcional: Uma música feliz de fundo e uma caneca de café pra te dar forças pra continuar.

Bom, se você é que nem eu e fica irritada com o punho te enforcando, ou quer dar um movimento no moletom ou quer só mostrar a clavícula, a primeira coisa que a gente vai fazer é cortar fora a gola!

Dica: cuidado pra não empolgar muito e arrancar metade do tecido fora (experiencia própria passada). Começa tirando só o punho. Se achar que não adiantou, corta mais um pouco, e por ai vai! Lembra sempre de medir direitinho, marcar igual dos dois lados e, se for cortar com o tecido dobrado, alinhar certinho!

Dica 2:
 
Pensa que você está cortando um barco, não um círculo! Tá, e o que raios eu quero dizer com isso? É cortar mais nas laterais do que na altura do decote. Na primeira foto, por exemplo, dá pra ver que eu marquei pra cortar um pouco na lateral e a linha foi morrendo antes de chegar no centro.

Ps: Se você não entendeu nada dessa coisa de cortar, me avisa que eu faço um tutorial mais detalhado! ):

Certo, uma vez cortado (ou não), vamos pra parte mais legal! Você tem duas opções:
1) Fazer uma frase ou um desenho lindo e maravilhoso no papel contact (e cortar)
2) Escrever direto no tecido com uma fita crepe



Como eu sou mais prática (lê-se: menos possuidora de papel contact), resolvi escolher a fita crepe, mas o processo é praticamente igual.

Agora é a parte onde a música e o café são muitíssimo bem-vindos. Tenho que avisar que é muuito divertido fazer, mas pode ser um pouquinho cansativo. O que não vem ao caso, porque afinal... você é um homem ou um rato? Faz sua estampa e respira depois!

Lembrando o óbvio ululante: o que não está coberto com a fita é o que vai ser pintado.

Agora é a hora em que você pega o jornal e forra a mesa pra evitar qualquer conflito futuro. Coloca, também, dentro do moletom, na área que você vai passar a tinta. Ele absorve o excesso e evita manchas.
Então, feito isso  vamos passar pra parte de sujar as mãos...literalmente.
No prato, você põe um pouco de tinta. Se quiser, pode diluir um pouquinho em água, mas é POUCO, frenéticos, pouco. Pega a esponja, molha na tinta e vai aplicando no moletom até ficar do jeito que você quer. Vai com calma nas beiradas porque as vezes a gente (eu) costuma perder a noção de espaço e pinta onde não deve.

Depois de aplicar a tinta, espere uns poucos minutinhos e ai é só tirar a fita! Tchadãããã! Seu moletom moderninho e maneiro e personalizado está pronto!

O resultado final ficou muito do meu agrado, me livrei de um encosto cinza super nada a ver e ganhei um moletom mega usável homenageante do surrealismo. Ó que tetéia:

Ps: Ignorai minha pose péssima de 'look do dia'.

E é isso, gentes! Como vocês sabem... qualquer coisa grita!
Beijotchau!


Um comentário:

  1. Hahahhaa morro de rir de vc!!
    Bom que ja tenho um moletom novo !! ;)

    ResponderExcluir